SEJA BEM VINDO AO MEU BLOG...





PLÁGIO É CRIME



POEMAS REGISTRADOS




quinta-feira, 1 de julho de 2010

Psicopata do amor

Quero matar essa distância
Que impede o meu amor
Barreiras infinitas
Que despertam meu rancor
Vou assassinar essa carência
Que em meu peito sobrevive
Cresce, evolui e não morre
Psicopata do amor, eu sou
Pois aquele que amei
Um dia me deixou
Matarei este sentimento
Sem dó nem piedade
Quero viver em paz
Para encontrar a felicidade


3 comentários:

  1. caraa perfeito, tem tudo haver do q eu to passando... lindo!

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Que amor... kkk... vc ama os meus poemas e naum a minha pessoa...

      Excluir