SEJA BEM VINDO AO MEU BLOG...





PLÁGIO É CRIME



POEMAS REGISTRADOS




quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Oração mórbida

Ao fechar os olhos
Vejo imagens cabulosas
Imagens que ninguém
Deseja ver no meio da noite
Ouço vozes, ouço gritos
São gritos de desespero
Ou talvez seja o canto das trevas
Em meus delírios do sono
Me aproximo da morte
Através de imagens fúnebres
Vejo túmulos, vejo santos
Vejo lápides, vejo flores
Esta é a visão que tenho
Nos meus sonhos de horrores
Desperto rapidamente
E faço uma oração mórbida
Ao invés de pedir vida
Eu peço a morte



3 comentários:

  1. Poema de profundo mistério e dor. Muito bom! É chocante.

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito do que e como escreve, sou fã!

    ResponderExcluir
  3. Saudações seus poemas sao muitos espiradores

    ResponderExcluir